Atividades paralelas

DEBATE
(4 de agosto de 2017)

Épocas de mudanças, o que falar sobre o cinema cubano?

Iana Cossoy Paro – Roteirista, mestre em meios e Processos Audiovisuais pela ECA-USP com a dissertação “Escrever o som: busca pelo espaço do sonoro em roteiros audiovisuais”. Formada em Cinema pela EICTV-Cuba com especialização na ESCAC – Espanha. Assistente do escritor, roteirista e consultor cubano Eliseo Altunaga desde 2009.

Víctor Alexis Guerrero Stoliar – É graduado em Estudos Socioculturais na Universidade Agrária e na Escola de Cinema e TV de Havana, com especialização em Documentário. Desde 2009 se dedica a filmar de forma independente. É diretor dos filmes “La Carga”, “El tiempo es de dios”, “La teja de zinc”, “Patakí”, “El color de los sonidos”, “Ícaro, una fábula cubana” e “Balseros: los Otros”.

Aristeu Araújo (mediação) – Jornalista e cineasta, tem no currículo sete curtas e dezenas de mostras das quais fez curadoria e produção, entre elas as “Ser Tão Pop – O novo cinema de sertão” (CAIXA Cultural Rio de Janeiro e Fortaleza) e “Autorretratos – Documentários Autobiográficos” (CAIXA Cultural Recife).

 

PALESTRA
(12 de agosto de 2017)

A experiência de filmar por dentro da Ilha

Denise Kelm – Cineasta formada em Direção de Ficção pela Escuela Internacional de Cine y Televisión de San Antonio de los Baños – em Cuba, lugar onde viveu três anos (2014-2017) e realizou quatro filmes. Entre eles estão os documentários “El Ébano de la Canción”, exibido na Mostra Internacional de Curtas de São Paulo, e “Soy”, filmado durante os dias de luto da morte de Fidel Castro, ainda por estrear. É curadora da mostra Por Dentro da Ilha – cinema em Cuba nos anos 2000.